Suplemento para Saúde da Próstata

Suplemento para Saúde da Próstata Amazon Rainforest Pharmacy, 650mg, 120 cápsulas

  • R$ 399,00

    R$ 399.00
  • 12x de R$ 33,25 sem juros
  • ou R$ 375,06 à vista 6%
Quantidade
Formas de Pagamento
1x de R$ 399,00 sem juros
2x de R$ 199,50 sem juros
3x de R$ 133,00 sem juros
4x de R$ 99,75 sem juros
5x de R$ 79,80 sem juros
6x de R$ 66,50 sem juros
7x de R$ 57,00 sem juros
8x de R$ 49,88 sem juros
9x de R$ 44,33 sem juros
10x de R$ 39,90 sem juros
11x de R$ 36,27 sem juros
12x de R$ 33,25 sem juros

Calcule o freteNão sei meu CEP
Quantidade

DETALHES DO PRODUTO

Uma fórmula sinérgica de 9 plantas da floresta tropical tradicionalmente usadas na América do Sul para prostatite e HPB. 


Ingredientes: Uma mistura proprietária de raiz da urtiga (Urtica dioica), jatobá (Hymenaea courbaril), mutamba (guazuma ulmifolia), graviola (Annona muricata), bananeira (Schinus molle), vassourinha (scoparia dulcis), cipó cabeludo (mikania banisteriae ), pau d' Arco (Tabebuia impetiginosa) e Anamu (Petiveria alliacea). 


Raiz de urtiga (Urtica dioica) em mais de 20 estudos publicados até agora, a raiz de urtiga (e a urtiga combinada com outras ervas) demonstrou uma melhoria dos sintomas clicos na BPH e na próstata. Embora o benefício da urtiga para a próstata esteja provavelmente relacionado às suas propriedades anti-inflamatórias documentadas, seu efeito sobre a HBP é bastante diferente - ela funciona em nível hormonal. Em pesquisa publicada, a urtiga demonstrou a capacidade de interromper a conversão da testosterona em diidrotestosterona (inibindo uma enzima necessária para a conversão), bem como de se ligar diretamente à própria globulina de ligação a hormônios sexuais (SHBG) - impedindo assim SHBG de ligação a outros hormônios. Outra pesquisa também revela que as urtigas podem impedir que a SHBG que já se liga a um hormônio se ligue aos locais receptores na próstata, bem como diminuir a produção de estrogênios (estradiol e estrona) inibindo uma enzima necessária para sua produção.


Jatobá (Hymenaea courbaril), o uso excessivo de antibióticos no tratamento da prostatite crônica pode matar bactérias amigáveis ​​que mantêm a cândida sob controle. Muitos praticantes alternativos acham que isso pode atrasar a recuperação. Jatobá e vários de seus ativos químicos foram documentados como ativos contra candida, fungos e fungos.


Mutamba (Guazuma ulmifolia) contém uma substância química chamada ácido caurenóico que foi documentada com propriedades antibacterianas e antifúngicas em muitos estudos ao longo dos anos.


Graviola (Annona muricata) também foi documentada com ações antimicrobianas de amplo espectro em testes de laboratório, embora seja muito mais conhecida por seus produtos químicos antitumorais de acetogenina.


Pimenta Brasileira (Schinus molle) em testes de laboratório, o óleo essencial (assim como extratos de folhas e cascas) da pimenta brasileira demonstrou propriedades antimicrobianas potentes. A pimenta brasileira tem apresentado ação anti-fúngica in vitro contra anti-fungos, bem como Candida. Um grupo de pesquisa indicou que a ação antifúngica do óleo essencial foi mais efetiva que o antifúngico Multifungin ™. O óleo essencial e folhas demonstraram in vitro a atividade antibacteriana contra numerosas cepas bacterianas. Em 1996, uma patente norte-americana foi concedida para uma preparação de óleo essencial de pimenta brasileira como um medicamento bactericida tópico usado contra Pseudomonas e Staphylococcus para seres humanos e animais, e como preparação de ouvido, nariz e / ou garganta contra bactérias. Outra patente foi concedida em 1997 para uma preparação similar usada como um limpador de feridas antibacteriano tópico. Em testes muito anteriores in vitro, um extrato de folhas de pimenta brasileira demonstrou ações antivirais contra vários vírus de plantas.


Vassourinha (Scoparia dulcis) demonstrou em vários estudos ter ações analgésica, anti-inflamatória, antitumoral, antibacteriana, anticancerígena e antifúngica.


Cipó Cabeludo (Mikania hirsutissima) é tradicionalmente usado em sistemas fitoterápicos brasileiros para problemas de próstata. Uma das substâncias químicas ativas da planta, o ácido kaurenoic, demonstrou ações antimicrobianas.


Pau d'arco (Tabebuia impetiginosa) demonstrou ações de amplo espectro contra uma série de microorganismos causadores de doenças, incluindo bactérias, fungos e leveduras. Também é relatado com propriedades antitumorais e anticancerígenas. A maioria dos pesquisadores descobriu que tem ações anti-inflamatórias e de alívio da dor.


Anamu (Petiveria alliacea) demonstrou propriedades antimicrobianas de amplo espectro contra numerosas cepas de bactérias, vírus, micoplasmas, fungos e leveduras em pesquisas de laboratório ao longo dos anos.


SUGESTÃO DE USO:

3 cápsulas 2 vezes ao dia. 

Misture com suco ou outro líquido.


Contra-indicações:

Nenhum conhecido.


Interações Medicamentosas:

Nenhuma conhecida.


Outras observações:

1. Várias plantas nesta fórmula demonstraram atividade antimicrobiana em testes de laboratório. O uso a longo prazo pode levar à morte de bactérias amigáveis ​​no trato digestivo. A suplementação com probióticos e enzimas digestivas é aconselhável quando esta fórmula é usada por mais de 30 dias.

2. Cipó cabeludo contém a planta cumarina química que possui atividade anticoagulante. Aqueles em medicamentos anticoagulantes, ou aqueles com doenças do sangue, como hemofilia, devem ser monitorados de perto para este efeito de afinamento do sangue.

3. Várias plantas nesta fórmula foram documentadas para reduzir a pressão arterial em estudos com animais. Indivíduos com pressão arterial baixa devem ser monitorados quanto a esse possível efeito.

RELACIONADOS

Suplemento para Saúde da Próstata Amazon Rainforest Pharmacy, 650mg, 120 cápsulas
Marca: Rainforest Pharmacy
  • R$ 399,00

  • 399.00
  • 12x de R$ 33,25 sem juros
  • ou à vista R$ 375,06 (6%)
    no boleto